O cantor maldito!...


Diário

Fausto

Blogosfera

Biblos

Espaço do leitor

Links








Blog

                                               A CHUSMA SALVA-SE -SE ASSIM






Intro: 2/4 || Bm| Bm| Bm A |D7+|F#m D7+|F#m D7+|F#m Em|

|Bm F#m |Bm F#m | Bm |

Bm 
Já anda a gente do mar

A fazer fardos e trouxas
                    A
Arrombando porões

           D7+          Bm E7 (2)
A roubar arcas e caixões

G#m7
E abandonam as mulheres

C#7
Os filhos desamparados

C#m7
Que choram muito assustados

D#7
Sem outra consolação

G#m7
Que uns abraçados com outros

B7                                   E6
Incham das águas aos poucos

D#7                              G#m7
Dos tragos salgados da morte

C#7                              C#m7
Imploram a deus outra sorte


D#7
Às arfadas
Aos arrancos
Em prantos

F#m
E às golfadas

C#m7
E uns se afogam de vez

                         F#7
Deixando-se ir ao fundo

C#m7
E se entregam assim

                          F#7
Ao sono mais profundo

Am7/9
Outros gritam aos céus

D7
Pela absolvição

Am7/9
E se enforcam depois

D7
Com suas próprias mãos

Em7
Perneando com a morte

Em6
As pernas descarnadas

Em7
Feitas em rachas em lanhos

Em6
E tão estilhaçadas

Am7/9                                D7
Que por esta parte em destroços

Dm7                                       G7
Lhes vão caindo os tutanos dos ossos

Gm7                  C7
E sem saberem nadar

C7       
Sem a nau

A7
Sem tábua nem pau

F#m7    F#7      Bm
Vai o mundo adornar

A6   Bm
Cai ao mar
A6      F#
Cai ao mar

Daquela assada do barco
Constroem seu salvamento
Amarrou-se a gente ao troço
P´la cintura p´lo pescoço
Indo assim tão carregada
Ferem com facas e lanças
As mulheres as crianças
Que se aferram à jangada
Mas rezam avé-marias
Padre-nossos litanias
P´las almas dos mutilados
Que p´ra ali são abandonados
Às arfadas
Em arrancos
Em prantos
E às golfadas
Cheio vai o batel
E quase a afundar
P´ra alijarem a carga
Botam gente ao mar
Engole uma vez de vinho
E da marmelada um bocado
O pobre de um marinheiro
Mesmo antes de ser lançado
Deixou-se então atirar
Com os braços cruzados
E se ofereceu todo à morte
Tão quieto e calado
E o piloto logo abençoou
Os seus dois filhos
Que ele próprio lançou
E sem saberem nadar
Sem a nau
Sem a tábua nem pau
Vai o mundo a adornar
Cai ao mar
Cai ao mar

Pequena era a tua filha
E não a quiseram salvar
Ficou ao colo da ama
No barco grande a afundar
Suplicas da jangada
Enfim
Ergues teus braços de mãe
Mas não te escuta ninguém
A chusma salva-se assim
Gaspar ximenes
Calado
Não chores alto
Cuidado
Tu chora só no coração
Ou também vais como o teu irmão
Às arfadas
Aos arrancos
Em prantos
E às golfadas
Passam dias a fio
À pura fome e sede

E há quem vá tragando urina
E morra do que bebe
Outros da água salgada
Falecem dos sentidos
Gritando sempre por água
Lançam-se ao mar ressequidos
Vai-se o soldado e o china
Não fica dor nem mágoa
Botou-se estêvão mulato
Com a mesma sede de água
E na tarde daquela aridez
Atirou-se o padre
E o piloto outra vez
E sem saberem nadar
Sem a nau
Sem tábua nem pau
Vai o mundo a adornar
Cai ao mar
Cai ao mar



Fonte: http://faustobordalodias.blogspot.com/2017/10/a-chusma-salva-se-assim-letra-com.html


- 26Set2017 20:25:00

Foi Por Ela

                                                        FOI POR ELA



INTRO      |  D6 | Em7 A7 |

D6                                              |      B7
Foi por ela que amanhã me vou embora
Em7     |               A7                          | D6
ontem mesmo hoje e sempre ainda agora
D6                                                            | Ddim/B no baixo|
sempre o mesmo em frente ao mar também me cansa
Em7                         | A7                             | D6 |
diz Madrid, Paris, Bruxelas quem me alcança
Bb7+ /F(no baixo)                                   | A7 |
em Lisboa fica o Tejo a ver navios
Bb7+ / F no baixo                               | A7 |
dos rossios de guitarras à janela
Em7                     | A7                           | D6 |
foi por ela que eu já danço a valsa em pontas
Em7 | A7 | D6 |
que eu passei das minhas contas foi por ela

Foi por ela que eu me enfeito de agasalhos
em vez daquela manga curta colorida
se vais sair minha nação dos cabeçalhos
ainda a tiritar de frio acometida
mas o calor que era dantes também farta
e esvai-se o tropical sentido na lapela
foi por ela que eu vesti fato e gravata
que o sol até nem me faz falta foi por ela

Instr. D6 C#7 F#m7 Em7 A7 D6

Foi por ela que eu passo coisas graves
e passei passando as passas dos Algarves
com tanto santo milagreiro todo o ano
foi por milagre que eu até nasci profano
e venho assim como um tritão subindo os rios
que dão forma como um Deus ao rosto dela
foi por ela que eu deixei de ser quem era
sem saber o que me espera foi por ela


Fonte: http://faustobordalodias.blogspot.com/2017/09/foi-por-ela-foi-por-ela-intro-d6-em7-a7.html


AO SOM DO MAR E DO VENTO



A                                              D

COM TODO ESTE SENTIMENTO

B7                                      Em7

AO SOM DO MAR E DO VENTO

A                                              D     G Em D A

AO SOM DO VENTO E DO MAR

D                                           A

CARREGADOS DE UMA BANDA

D    A

E TÃO POUCO DA OUTRA

D                                           A

TÃO BOIANTES DAQUELA

D   A

DESENGONÇADOS  NA ROTA

D                                           A

PENETRANDO A GRANDEZA

Bm7   A

DOS OCEANOS DAS ILHAS

D                                        A

SERVIA A QUILHA DE COSTADO

D    G Em D C

E O COSTADO DE QUILHA

C

VENTOU-NOS O VENTO VENTOU

Dm

POR MIL INVENÇÕES E MANEIRAS

G#7                                                                                 C#m7        A A7

ONDAS E ÁGUAS PELO AR EM BORRISCADAS E CHUVEIROS

D                                              C#7

E NO CORPO DA NAU DE RASTOS

F#m7

NA TOLDA NOS MASTARÉUS

F#m7

E ATÉ POR FORA DO CASCO

A                          Bb07                              D                  G Em D A D

JÁ TUDO SÃO FOLIAS PANDEIROS E ZOMBARIAS



VÃO EM NOSSA COMPANHIA

EM GRANDES FESTAS MULTICORES

MUITAS AVES MARISCANDO

E MUITOS PEIXES VOADORES

UMA TURBA DE BALEIAS EM BAILES BORRIFOS SÃO ELAS

ROMPENDO NESTE MAR DE ROSAS

MANCHAS DE OVAS DE AGUARELAS

VÊM ATÉ NÓS DAQUELES CÉUS INFINITAS ANDORINHAS

QUE NO SABOR NINGUEM SABIA SE ERAM CARNES OU SARDINHAS

SEM STº ANTÓNIO QUE OS DOUTRINE HÁ PEIXES FEROS TÃO DANADOS

FRUSCOS E MAL ENCARADOS

MAS TUDO SÃO FOLIAS PANDEIROS E ZOMBARIAS



Bm7                                         F#7/Bb  Bm7

CONTEMPLANDO DOS CHAPITÉUS

A7                                  D7+

O MOVIMENTO DOS CÉUS

D7                                           Em7

E CARTEANDO O SOL TÃO BEM

Bb7                           Ebm7

MEU BEM EU CIRCUNDO

F07                                Bb7                   Ebm7/F#

NAS DERRADEIRAS PARTES DO MUNDO

Eb7/G                                           G#m9

SÓ PRA TE ABRAÇAR E BEIJAR

B7                           E

COM TODO ESTE SENTIMENTO

C#7                                    F#m7

DO SOM DO MAR E DO VENTO

B7                                                 E   A D G Em D A

AO SOM DO VENTO E DO MAR



AGUENTA O BARCO ALTOS MARES

CONVOCADOS PELOS VENTOS

COM QUE ARFAVA E METIA

MUITO PELO BARLAVENTO

SENÃO QUANDO UM MARINHEIRO

AOS SALTOS PELO DESCONJUNTO

GRITOU ANTES QUE SE DAVA JÁ

ANTES DE MAIS COMO DEFUNTO

E APONTA A ONDA

QUE DE MUITO LONGE CHEGA LEVANTADA

SOBRE ELA VINHAM FOLIANDO

VULTOS NEGROS EM MANADA

MAS PASSA O MAU E O DESDITOSO

TUDO SE ESQUECE ACABOU-SE

O QUE FOI PASSADO PASSOU-SE

E TUDO SÃO FOLIAS PANDEIROS E ZOMBARIAS


Fonte: http://faustobordalodias.blogspot.com/2011/08/ao-som-do-mar-e-do-vento-letra-e.html

Lusitana - 03Ago2011 15:02:00
a entrada do tema é sempre (travessão no 2º ponto)   D e A7  mas o truque está no baxo da guitarra que faz sempre  (o baixo) D C#  B  A + Bb B C# D x3 à 4x  faz D C# B A +Bb B Bb   e acorde de D a voz entra ainda com o baixo em Bb  (A7/Bb) e enquanto é cantada o esquema do  baixo mantem-se ao mesmo tempo que cantas
Lusitana
Letra e Música: Fausto Bordalo Dias
A7 /Bb              D            
doce e salgada
                   A7
ó minha amada
                   D    A7
ó minha ideia
                               D
faz-me grego e romano
                       A7
tu gingas à africano
                 D
como a sereia
               A7
ó bailarina
             Bm7
ó columbina
                          A7
és a nossa predilecta
                               D
de prosadores e poetas
                 A7                       D
dos visionários dos visionarios
                               A7
quem te vê ama de vez
                                  D
nómadas e sedentários
                A7
ó pátria lusa
                Bm7
ó minha musa
A/C#                      D    (esquema em re e la7  com os baixos)
o teu génio é português
doce e salgada
ó minha amada
das epopeias
tu és toda em latim
e a mais mulata sim
das europeias
ó bailarina
ó columbina
do profano matrimónio
?nas andanças do demónio?
bela e roliça
dança a chula requebrada
a minha canção é mestiça
ó pátria lusa
ó minha musa
o teu génio é português
Am                                G7+
teu génio meigo e profundo
F# 9 /C#                          Bm
é deste tamanho do mundo
Eb07                     C7+/G
 sentimental como eu
                           B7
 dois corações pagãos
                                Em7
são de apolo e de orfeu
       C#7                  F#m7
guarda-nos bem fraternais
                                A7
no teu chão no teu colo
A7/B                    D
de sonhos universais
                             E
és o nosso almirante
                            Em7
terna mãe de crioulos
                                        A7
cuida da nossa alma errante
                A/B                   D
nós só queremos teu consolo

Fonte: http://faustobordalodias.blogspot.com/2011/08/lusitana.html













Afinação VIOLA do Tema ?Por este rio acima?
MI (BORDÃO)
SI (SOBE)
SI (SOBE)
MI (DESCE)
SI
MI
Afinação VIOLA para o Tema ?Mar?
MI (BORDÃO)
SI
MI
M
-------------- Informação gentilmente cedida pelo próprio Autor------------------------------
---------------------------------- ?Fausto Bordalo Dias?-------------------------------------------------

Fonte: http://faustobordalodias.blogspot.com/2011/01/afinacoes-para-viola-por-este-rio-acima.html